terça-feira, 6 de agosto de 2013

Caso Talia Araujo - Ilha Grande - Pi

Delegada avalia atuações após desfecho de 


crime bárbaro


 A delegada Maria de Jesus Pereira Bastos, titular da Delegacia da Mulher em Parnaíba, avaliou as ações da polícia relacionada à apreensão do adolescente de 16 anos que confessou ter matado Talia Cristina de Araújo dos Anjos, de 15 anos, e a prisão temporária de dois homens.
A delegada declarou que a ação teve um desfecho com sucesso devido à atuação de parcerias entre a Polícia Militar e a Civil e a boa vontade que superou as deficiências da polícia.
Jesus informou que o telefone da menina estava sendo monitorado pela Inteligência da Polícia Civil em Teresina, após intervenção do vereador Astrogildo Fernandes junto ao secretário de segurança Robert Rios. “Todas às vezes que o telefone foi utilizado, a polícia tomou conhecimento, inclusive no momento em que Carlos, que pretendia comprar o aparelho, o usou, mas depois desistiu”, citou.

Delegada Maria de Jesus Pereira Bastos
Por conta do mandato Astrogildo solicitou ainda que Jerdeson Lima auxiliasse nas investigações, sendo peça importante. Os dados adquiridos na capital eram repassados direto para ele. A delegada declarou que 15 dias antes das prisões, já sabiam quem era o autor do crime e dispunham da foto do garoto; mas precisavam realizar a ação dentro da legalidade e com as provas técnicas que davam precisão as informações e mandados.
A delegada Maria de Jesus Pereira Bastos disse que houve também colaboração importante do Poder Judiciário e que foram ouvidas muitas pessoas, o que gerou um trabalho intenso. Ela agradeceu a todos que desvendaram o crime que gerou revolta em praticamente todo o Estado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário